Activision Blizzard: Funcionários protestam e pedem saída de CEO

Activision Blizzard: Funcionários protestam e pedem saída de CEO

18 de novembro de 2021 0 Por A Banca Nerd

Na última terça-feira (16) mais de 150 funcionários organizaram um protesto contra a liderança da companhia, exigindo a saída do CEO Bobby Kotick, o protesto aconteceu após uma reportagem do Wall Street Journal declarar que o executivo sabia de casos de abuso sexual, mas não agiu ou informou a diretoria sobre o ocorrido.

A reportagem diz que Kotick estaria ciente “por anos” de casos de assédio e abuso sexual, isso em vários estúdios da empresa, em muitos casos fazendo vista grossa e até protegendo após denúncias de funcionários e funcionárias da empresa.

É dito que o CEO foi informado diretamente sobre alegações quanto a um supervisor da Sledgehammer Games (de Call of Duty) que estuprou uma mulher em 2016 e 2017, após ela ter sido pressionada a ingerir bebidas alcoólicas em eventos de trabalho.

Após uma denúncia ao departamento de RH e outros supervisores em que “nada aconteceu”, a equipe legal da mulher teria comunicado Kotick diretamente ameaçando um processo contra a Activision. Assim, a empresa teria feito um acordo com ela, mas o CEO não informou outros membros da diretoria sobre isso ou até sobre às acusações de estupro.

Outro caso citado na reportagem teria envolvido Dan Bunting, um dos antigos chefes do estúdio Treyarch, que foi acusado de assédio sexual por uma funcionária em 2017. Após uma investigação interna em 2019 sugerir a demissão de Bunting, Kotick interviu para mantê-lo dentro da empresa.

O grupo A Better ABK, formado por trabalhadores que buscam melhores condições de trabalho na companhia, exigiu a remoção de Kotick como CEO e anunciou um protesto e nova paralisação nos escritórios de seus estúdios.